CIDES: projeto do Serviço de Inspeção Municipal Consorciado avança

O Serviço de Inspeção Municipal Consorciado – SIMC deu mais um importante passonesta segunda-feira (24/06),  em assembleia geral extraordinária que contou com a participação dos prefeitos dos municípios que integram o projeto, desenvolvido pelo Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – CIDES.

O encontro realizado em Ituiutaba reforçou a adesão de 11 municípios consorciados ao CIDES e que passarão a contar com o SIMC, que vem sendo elaborado desde 2015. Com o SIMC, pequenos produtores da agroindústria de produtos de origem animal poderão se adequarem e solicitarem o selo de qualidade de um produto inspecionado e que atende a todos os critérios de qualidade na produção.

O projeto é pioneiro na região por se tratar de um trabalho conjunto, que vem se tornando possível através da união de esforços entre os municípios. Nesse aspecto, Ituiutaba deverá abrigar a sede do serviço, que irá contar com pessoal especializado em campo para acompanhar fomentar e fiscalizar as produções agroindustriais, garantindo a qualidade final dos produtos originários de cada município integrante do projeto.

Na aliança com o consórcio, cada município irá otimizar os investimentos e economizar os recursos públicos aplicados, visto a união de esforços em um só objetivo, com toda uma estrutura montada para o atendimento das 11 cidades. O que otimiza os recursos comparado a projetos individuais de instalação de serviços de inspeção.

Projeto do SIMC abre novos horizontes

A inspeção sanitária por meio do CIDES vem ampliar o mercado dos produtores das agroindústrias, já tradicionais na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Um exemplo, após a conquista do selo de inspeção, há expansão da área de comercialização dos produtos, bem como a possibilidade de realizar vendas governamentais por meio do PNAE – Programa Nacional de Alimentação e o Escolar PAA – Programa de Aquisição de Alimentos.

O atendimento às normas sanitárias que serão rigorosamente acompanhadas pelo CIDES busca garantir a segurança alimentar da população consumidora, evitando possíveis contaminações e problemas alimentares com os produtos da agroindústria de origem animal, como queijos, doces, embutidos e produtos processados ou coletados como o mel de abelha.

Próximos passos: Cides avança junto aos gestores

Com a adesão dos municípios, o CIDES passa para a fase de estruturação do projeto com sede no município de Ituiutaba. De julho a dezembro os esforços devem se concentrar na implantação do projeto.

[ngg src=”galleries” ids=”46″ display=”basic_thumbnail”]

error: Conteúdo protegido